quinta-feira, 15 de maio de 2014

CASCATA DO GARAPIÁ - MAQUINÉ / RS.

Descobri Maquiné através de uma reportagem na televisão que incentivava o ecoturismo na região e dava como opção para fuga das lotadas praias do litoral norte do Rio Grande do Sul. Local realmente recomendado para quem procura um pouco de paz, sossego e aventura.
Sem saber muita coisa sobre a região, vinhamos perguntando quando retornávamos de Santa Catarina, foi quando chegamos na Pousada Espraiado (antiga BR 101, Km 68), a qual nos deram algumas informações e um mapinha de bolso que nos mostrava algumas opções de lugares e aventuras na região, decidimos então ficar hospedados para na manhã seguinte resolver o destino a ser explorado. Entre outras opções escolhemos a Cascata do Garapiá, que fica distante do centro de Maquiné aproximadamente 25 quilômetros, destes, 13 quilômetros são pela RS 484 até o distrito de Barra do Ouro, a estrada é de terra, mas é boa, plana e sem buracos (pelo menos na ocasião).

A estrada é de terra (RS 484).

Maquiné está dentro da Mata Atlântica com suas cascatas, trilhas e rios com águas cristalinas. Tombado pela UNESCO como Patrimônio Histórico Cultural, Maquiné cumpre o papel de corredor ecológico entre as áreas de preservação da zona litorânea e da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica e também abriga a reserva biológica da Serra Geral.

Ponte Pencil sobre o Rio Maquiné.


Rio Maquiné e seus afluentes pedregosos.


Ponte Pencil em Barra do Ouro. São várias na região.

Após o distrito de Barra do Ouro, mais adiante seguindo pelo mapa de bolso, pegamos uma estrada a direita chamada "Linha Pedra de Amolar", até a Cascata do Garapiá são mais 12 quilômetros. Agora a estrada é mais pedregosa e mais fechada também, a Mata Atlântica é densa e em aluns lugares parece passar somente um carro, o correto é andar bem devagar para não ser surpreendido por outro em direção contrária. As marcações e placas que sinalizam a cascata são bem raras, mas existem, a "dúvida" de estar no caminho certo é companheira inseparável durante essa parte do percurso, a dica é ir perguntando mesmo, porém a densidade demográfica algumas vezes parece ser mínima nessa região.

A estrada agora é mais pedregosa e estreita e as placas indicando a cascata são raras.

Após passar a placa azul e uma passagem de concreto dentro do rio, chegamos ao limite onde os veículos alcançam, logo após a estrada se corta e buracos impedem a passagem.  

Passagem de concreto próximo ao limite da estrada.


Mais duzentos metros e chega-se a entrada da mata e já estamos na região da cascata.

O barulho da queda é inconfundível, o ar fica mais frio devido a umidade da mata. O local é isolado o paraíso escondido fica dentro da Mata Atlântica. É proibido acampar no local para evitar o impacto ambiental, mas há varias opções de Camping privados na região, também pousadas e o balneário municipal. 

A água é cristalina em seu leito pedregoso, porém fria.


Cascata do Garapiá - Maquiné - RS / BR.


Cascata do Garapiá.


A profundidade na água próximo a queda é de aproximadamente 3 metros.


A cascata tem em torno de 12 metros.


Na Cascata do Garapiá em Maquiné - RS.

Na região há outras opções de lazer e aventuras como: A Cascata da Forqueta, Cascata da Solidão, Cascata da Água Branca, Cascata da Boa Vista, Cascata do Escangalhado, Cânion da Serrinha, etc...
No município de Riozinho e em São Francisco de Paula que ficam próximos a Maquiné também existem várias cachoeiras e cascatas. 
Bom! Era isso! Com tantas opções, porém sem mais tempo para explorar esses lugares citados acima, ficamos somente com a Cascata do Garapiá que nos mostrou mais uma vez que quanto mais difícil é encontrar, mais belo e preservado é o lugar.




CASCATA DO GARAPIÁ - PARAÍSO ESCONDIDO DENTRO DA MATA ATLÂNTICA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



TEXTO: Valfredo Neves.



FOTOS: Valfredo Neves.



Centro de informações Ecoturísticas e Ambientais em Maquiné: Av. Gal. Osório, 538 - Centro.

6 comentários:

  1. Bem pertinho desta cascata fica a gigantesca Cachoeira da Serrinha, que tem mais de 400 metros de altura.
    Mais informações em www.facebook.com/cachoeiras.gigantes/.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela sua participação Leomar.
      Numa próxima passagem por lá com certeza iremos procurá-la. Também fica a dica para os visitantes do blog.
      Grande Abraço!!!!!!!

      Excluir
  2. Boa noite! Queria saber onde se deixa o carro para seguir a pé até a cascata...?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thayane!
      Como comentei na postagem, a aproximadamente 200m da cascata a estrada se corta em buracos que impossibilitam os carros chegarem mais próximo...
      Deixamos o carro ali mesmo, pois havia uma casa passando a passagem de concreto. O local é rustico, não há infra estrutura, o carro fica na estrada mesmo!!!!!!

      Desejamos um bom passeio!
      Grande Abraço!!!!!

      Excluir
  3. boa noite! esses locais todos, tem acesso gratuito? muito massa as paisagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite!
      Sim o acesso é livre, porém há algumas restrições como não acender fogueiras e não é permitido acampar também... Para isso há opções próximas...
      Em uma reportagem recente vimos que a estrada para Cascata do Garapiá estava boa, mas para outras cachoeiras da região as estradas sofreram danos com as enchentes, é sempre bom se informar nas localidades!!!!!

      Grande Abraço!!!!!!!

      Excluir

Deixe seu Comentário!!!!!!!