sábado, 15 de julho de 2017

MONUMENTO ITACUMBÚ - Artigas UY.

No Departamento de Artigas no Uruguai, quem passa pela capital departamental de mesmo nome na direção do oeste uruguaio em busca da região termal (ou não), nas proximidades do povoado de Tomás Gomensoro encontrará o Monumento Itacumbú. Nos chamou a atenção por estar no meio do nada, primeiramente achamos que seria um monumento dedicado a alguma batalha ou mesmo a heróis de guerra, um pouco também por nas lápides em cima constar nomes de militares de altas patentes. Somente depois pesquisando ficamos sabendo do que se tratava.

Monumento Itacumbú - Artigas / UY.

No dia 9 de janeiro de 1938 um bimotor da força aérea argentina perdeu o controle e caiu ao sobrevoar o noroeste uruguaio numa área isolada localizada próxima da confluência dos Arroios Itacumbú e Zanja Honda.

Na ocasião o avião voltava de uma cerimônia na Fronteira Brasil / Argentina com destino à Base Aérea de El Palomar em Buenos Aires. Nesta cerimônia foi colocada a primeira pedra para construção da Ponte Internacional, sobre o Rio Uruguai, que ligaria a cidade de Paso de Los Libre / Argentina à cidade de Uruguaiana / Brasil. No evento estavam presentes o presidente do Brasil Dr. Getúlio Vargas e também o da Argentina o Gal. Agustín Pedro Justo.

O avião, um Lockheed B.12 (Electra Junior), da Força Aérea Argentina, conduzia 2 tripulantes e 7 passageiros, entre eles Eduardo Justo, filho do presidente argentino, os demais eram oficiais militares de alta graduação. Na queda a aeronave foi totalmente destruída e os 9 ocupantes morreram. O acidente é atribuído por muitos devido ao mau tempo, mas nunca foi devidamente confirmado.

Em memória as pessoas importantes envolvidas na tragédia se ergueu um monumento com o objetivo recordatório do ocorrido. O monumento não está localizado no local do acidente, está a aproximadamente 5 quilômetros da queda. 

Monumento Itacumbú - Uruguay.

O monumento é conhecido também por "Los Caídos de Itacumbú". De acordo com Maria Feris Feris, que define o monumento e fornece uma explicação sobre suas características arquitetônicas, trás: "É um prisma de granito com 14 metros de altura, 4 metros de largura por 1,20 de espessura. Uma cruz em baixo relevo com cerca de 10 metros. O prisma é suportado por um semi circulo de 14 metros de largura e 13 degraus de acesso. Isso daria uma altura total de 18 metros".

No dia em que estivemos não sabíamos muito da história, há 9 lapides acima da escadaria na base da cruz, com os nomes dos envolvidos. Deixamos o local em respeito e prosseguimos nossa viagem, vindo a saber posteriormente do que se tratava.

Foram quase 10 anos de nossa passagem por Itacumbú, achei interessante resgatar essa história, através de pesquisas e relatos, pois achei muito curioso aquele monumento, imponente na vastidão da campanha.



MONUMENTO ITACUMBÚ - RECORDAÇÃO DE UMA TRAGÉDIA NA SOLIDÃO DO PAMPA URUGUAIO !!!!!!!!!!!!!



COORDENADAS GOOGLE EARTH: 30º28'26.83"S - 57º25'26.39"O.



TEXTO: Valfredo Neves.
Fontes: B3A, pueblotomasgomensoro.blogspot.com. 
Em amarelo itálico: Citação de Maria Feris Feris, no texto "El desastre de Itacumbú. Accidente o Atentado?" de José A. Moreyra para actualidadesquina.com.



FOTOS: Valfredo Neves.


O acidente foi registrado no  B3A (Bureau of Aircraft Archives), que foi estabelecido em Genebra em 1990 com o objetivo de lidar com todas as informações relacionadas à acidente de aviação.


VEJA MAIS EM:





sábado, 8 de julho de 2017

CERRO SAN BERNARDO - Salta AR.

Quando chegamos a Salta no noroeste argentino, já estávamos eufóricos pela proximidade das montanhas, já avistávamos de longe, um imenso paredão que emoldurava a cidade. Chegamos por cima com a vista da cidade lá em baixo, na verdade se tratava de um aperitivo, iríamos vê-la mais de cima ainda.

Ao sermos "engolidos" pelo centro urbano, fiquei impressionado quando passamos pelo teleférico que parte do Parque "San Martín" e vai até o Cerro San Bernardo e vice-versa. Já tinham nos informado no Centro de Informações Turísticas na entrada da cidade que era possível subir de carro no cerro, o que adiamos para o outro dia. Durante nossas andanças por Salta os olhares sempre que possível tinham o endereço do "San Bernardo" e do seu vizinho "20 de Febrero" com seu aglomerado de antenas.

Na entrada de Salta um aperitivo da vista...

No outro dia pela manhã quando estávamos de partida, pois tínhamos como destino o Chile, passamos no Monumento do General Güemes¹ para tirar algumas fotos e logo depois, seguindo as orientações turísticas, fomos em busca da estrada que leva ao topo do Cerro San Bernardo.

Há três maneiras convencionais de subir o Cerro San Bernardo, que são:
  • Via pavimentada, a qual serve também para o Cerro "20 de Febrero".
  • Via Teleférico, que parte desde o Parque "San Martín".
  • Por uma escadaria com aproximadamente 1.020 degraus, que começa no Museu de Antropologia, atrás do Monumento Güemes¹. No caminho das escadas existem 14 estações dedicadas à "Via Crucis", a qual se realiza no primeiro domingo de maio, todos os anos.

Cume do Cerro San Bernardo - Salta.

Não tivemos dificuldade em encontrar o caminho asfaltado que leva ao topo, mas é preciso subir lentamente e com atenção, pois há muitas curvas bem fechadas. Esse caminho foi inaugurado em 1974, possui 3.796m de extensão por 6m de largura. Fomos pela manhã bem cedo e pessoas já faziam atividade física no caminho, algumas subiam caminhando e muitas correndo vencendo o desnível, cascatas artificiais e o verde da reserva embelezam o caminho. Lá em cima há estacionamento, mas não são muitas vagas, as bancas de artesanatos estavam se organizando para abrir, também havia um café, porém ainda fechado por conta do horário.

Espaço Público do Cerro San Bernardo - Salta / Argentina.


Relógio de Sol no Cerro San Bernardo - Salta.

A cidade ainda acordava quando chegamos lá em cima, passeamos despreocupados e aproveitamos a vista que nos impressionou mais ainda e não tem hora marcada, sempre estará disponível. Porém, não com a mesma assiduidade será a mesma, há vários ângulos, várias condições climáticas, diurna, noturna, ou ainda com um pôr do sol surpreendente. Mas de qualquer das formas, incrível!

Cerro San Bernardo - Salta.


Salta - Cerro San Bernardo.

O Cerro San Bernardo junto ao seu vizinho Cerro "20 de Febrero" que fica no seu lado norte, fazem parte da Cordilheira Oriental e foram declarados Reserva Natural Municipal em 4 de junho de 1991 pela lei nº 6.134 (Reserva Natural Urbana). O San Bernardo também conta com alguns atrativos como a Cruz, inaugurada em 1º de janeiro de 1901 e o Cristo que pesa duas toneladas, inaugurado em 1903.

Cerro San Bernardo.

O teleférico sem dúvida é a principal diversão, mas infelizmente não podemos andar, pois abriria mais tarde do que poderíamos esperar. O horário de funcionamento é diariamente das 10:00 às 18:00, inclusive domingos e feriados.

Teleférico no Cerro San Bernardo - Salta.

Da estação no Parque San Martín até a estação do Cerro San Bernardo o percurso é de 1.016 metros, nessa distância 9 torres tubulares metálicas o sustentam, sendo a torre mais alta com 32,60m e a menor com 4,60m.

Estação do Cerro San Bernardo.

A diferença em altura entre estações é de 284 metros. O tempo estimado para percorrer os 1.016m é de aproximadamente 10 minutos, a uma velocidade de 2 m/seg. São 20 carrinhos capazes de transportar 300 pessoas por hora.

Teleférico em Salta / Argentina.

O teleférico começou a ser construído em 1987 e o seu funcionamento começou em dezembro de 1988. Os passeios são cobrados ida e volta, ou separadamente ascenso ou descenso, crianças (6 a 12 anos) pagam um valor reduzido e menores de 5 anos não pagam.

Teleférico San Bernardo - Salta / AR.

A altitude do Cerro San Bernardo (em relação ao nível do mar) é de 1.454, a cidade de Salta está a 1.187, por isso o cerro em relação a cidade tem 284 metros de altura, a mesma medida entre as estações do teleférico. O vizinho Cerro "20 de Febrero" possui 1.440 metros de altitude.

Salta - Capital da Província de Salta / Argentina.

O Cerro San Bernardo há milhões de anos esteve submergido no mar. Ele se formou no mesmo movimento sísmico que formaram a Cordilheira dos Andes na era Paleozoica. Nas rochas e encostas é possível encontrar fósseis marinhos, tais como os "trilobites".

As montanhas emolduram a cidade de Salta.

Salta atendeu nossa expectativa quanto cidade, muito bem planejada, nos deu impressão de ter uma excelente qualidade de vida. Turisticamente sedutora, histórica e cheia de opções "Eco", trilhas, parques, rios, cerros e montanhas, lamentável ter ficado tão pouco, haviam mais coisas para ver e fazer. 

Salta - Argentina.

Foi frustrante ter conhecimento das escadarias que sobem o Cerro San Bernardo somente em casa, após toda a jornada. Não posso garantir voltar algum dia, pois são muitos os lugares que desejamos conhecer, assim como outrora desejamos Salta. Mas uma coisa podemos afirmar... Estivemos lá, e foi incrível!


CERRO SAN BERNARDO - A VISTA DE VÁRIOS ÂNGULOS, VÁRIAS INTERPRETAÇÕES, OS PENSAMENTOS, O TELEFÉRICO, SALTA !!!!!!!!!!!!!!!!!!



COORDENADAS GOOGLE EARTH: 24º47'21.25"S - 65º23'32.50"O.



TEXTO: Valfredo Neves.
Fonte: Wikipedia, TeleféricoSanBernardo.com.



FOTOS: Valfredo Neves.


¹VEJA NOSSA VISITA AO MONUMENTO GENERAL GÜEMES EM:


VEJA MAIS EM:






segunda-feira, 26 de junho de 2017

MONUMENTO GENERAL GÜEMES - Salta AR.



Pesquisando por Salta na internet, pontos turístico e lugares interessantes, as imagens revelaram-me um incrível monumento de um homem a cavalo. Comecei então associar a palavra Salta ao imponente cavaleiro de olhar altaneiro. "As relações fluxo sociais são estabelecidas de maneira que a arte pública, representada aqui pelo monumento, liga-se à vida da comunidade e do cidadão comum, funcionando como símbolos e formando imagens mentais que dão forma à cidade." 

Quando chegamos a Salta, medidas administrativas pela nossa passagem, como por exemplo local para hospedagem, alimentação, etc, me fizeram esquecer por um tempo o monumento, até que como um imã, o avistei da movimentada avenida. Fiz o retorno nos dirigimos a ele, muito movimentado não baixamos do carro, dezenas de pessoas aproveitavam o espaço público ali criado, estudantes nas escadas, vendedores ambulantes, o bem estar social materializado. Museus nas proximidades (vários), também são atrativos. "O espaço público acolhe a arte de maneira particularmente participativa, acolhendo a população da cidade como um nicho preenchido com significações e interpretações principalmente relações sígnicas com o social."

Voltamos na manhã seguinte antes de partir, a cidade ainda dormia, o local era nosso. Impressionante como monumentos chamam a atenção das pessoas, ainda mais se tiver alguma importância histórica e em locais públicos bem planejados, é assim em todo o mundo. Imensos blocos de rochas deixavam o General Güemes sobreposto em seu cavalo. "O monumento se coloca como símbolo para os observadores e transeuntes que o recebem e o leem como um marco e o colocam como um importante ponto de referência espaço-temporal."

Salta - Província de Salta / Argentina.


Monumento ao General Güemes - Salta / AR.

Mas quem foi Güemes? Um breve resumo nos conta que Martín Miguel Juan de Mata de Güemes Goyechea (1785 - 1821) foi um militar que cumpriu uma destacada atuação nas Guerras Civis Argentinas e na Guerra de Independência da Argentina. Por seis anos foi governador da Província de Salta. Com escassos recursos liderou uma guerra defensiva conhecida como Guerra Gaúcha que manteve o resto do atual território argentino livre de invasões do Exército Realista (Império Espanhol / Virreinato del Peru), neste período Güemes e seus gaúchos detiveram 6 (seis) poderosas invasões lideradas por renomados comandantes realistas.

Salta / Argentina.


Martín Miguel Juan de Mata de Güemes Goyechea (1785 - 1821).

O monumento está localizado ao final do largo Güemes, na Base do Cerro San Bernardo, local onde o General teria caído de seu cavalo pela primeira vez, por conta de um ferimento a bala recebido num vale estreito chamado Horqueta, vindo a falecer dias depois.  

Possui 25 metros de altura e levou onze anos para ser construído de 1920 à 1931 com pedras que foram extraídas do Cerro San Bernardo.

Monumento ao General Güemes.

A obra começou em 1920 durante o primeiro governo de Hipólito Yrigoyen sob a supervisão do Departamento de Arquitetura da Nação. A direção geral ficou a cargo do arquiteto Andrés Iñigo e a direção artística sob a direção dos arquitetos René Villeminot e Alberto Milillo. Os ajustes das peças de bronze foram feitas por agentes do Arsenal Esteban De Luca do exército argentino.

Güemes - Salta / AR.

A obra foi inaugurada em 20 de fevereiro de 1931 com a presença do então presidente José Felix Uruburu.

"Os monumentos possuem uma relação forte e determinante com a cidade e o espaço urbano por excelência. O espaço que cerca os monumentos parece criar um lugar próprio, um espaço que abre uma vaga em meio à trama urbana."




MONUMENTO GENERAL GÜEMES - ELEMENTO DE IDENTIDADE COLETIVA, LOCAL COM CONEXÃO DE AMPARO E REFLEXÃO!!!!!!!!!!!!




COORDENADAS GOOGLE EARTH: 24º47'12.27"S - 60º23'57.41"O.



TEXTO:Valfredo Neves.

Fonte para dados históricos e biográficos: Wikipédia.org

Em amarelo itálico: ALMEIDA SÁ, Salma Dias. A Cidade, Os Monumentos Públicos e Suas Relações Com o Social. III ENECULT - Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura. Salvador: 2007.

VEJA O TRABALHO COMPLETO DE ALMEIDA SÁ, Salma Dias em:
http://www.cult.ufba.br/enecult2007/SalmaDiasAlmeidaSa.pdf


FOTOS: Valfredo Neves.

Veja imagens da construção do monumento em: http://www.portaldesalta.gov.ar/monumento.htm



VEJA MAIS SOBRE O GENERAL GÜEMES EM:

sexta-feira, 2 de junho de 2017

JURAMENTO - Salta AR.

Aqui nasceu a bandeira argentina.

Quando nos dirigíamos a Salta, capital da província de mesmo nome na Argentina em nossa Expedição ao Deserto do Atacama, passamos por um lugar de grande importância histórica. Me chamou a atenção um grande pórtico a margem direita da auto pista que leva a Salta. nele a inscrição "AQUÍ NACIÓ LA BANDERA ARGENTINA 13 de febrero de 1813".

Aquí nació la bandera argentina 1813.

A 1 Km as margens do rio Pasaje (Juramento) o exército patriota a comando do General Manuel Belgrano jurou em 13 de fevereiro de 1813 fidelidade a Assembléia Geral Constituinte.

Placa comemorativa ao Bicentenário do Juramento.

Neste dia 13/02/1813 o General Belgrano içou uma bandeira com listas horizontais azul-branca-azul, as margens do Rio Pasaje. A partir desse dia o exército do norte começa a usá-la como bandeira das Províncias Unidas. Com isso a bandeira espanhola já havia desaparecida do forte de Buenos Aires.

Monumento ao General Belgrano - Província de Salta / Argentina.


Monumento ao General Belgrano - Juramento - Salta / AR.

Após esse ato solene a bandeira de cores horizontais azul-branco-azul figurou em frente as tropas do exército do norte na batalha de 20 de fevereiro de 1813 e pouco a pouco em todas as Província Unidas.

Monumento ao General Manuel Belgrano.


Juramento - Salta / AR.

Como disse é um local de grande importância histórica, respeitosamente nos retiramos deixando o local como o encontramos, o silêncio era imperativo, caminhos levam em direção ao rio para direita e também seguia mais a frente, voltamos pelo acesso e fechamos o belo portão de madeira no pórtico.


JURAMENTO - AQUI NASCEU A BANDEIRA ARGENTINA!!!!!!!!!!


TEXTO: Valfredo Neves.
Fonte: Luis Borelli - El Tribuno.


FOTOS:Valfredo Neves.


VEJA O ARTIGO COMPLETO DE LUIS BORELLI EM:




quinta-feira, 1 de junho de 2017

PAMPA DEL INFIERNO - Argentina.


Cidadezinha empoeirada de nome exótico na província do Chaco. A foto na placa na entrada da cidade é obrigatoriedade para aventureiros que passam em seu carros, bikes ou grupos de motoqueiros que buscam como destino o deserto pelo norte argentino. Não há nada de assustador, não fosse o preço da janta...

Na ocasião encontramos uma placa melhorada um pouco mais a frente da tradicional placa da rodovia. 

No caminho antes de chegar a Pampa fomos obrigado a fazer dois desvios no percurso, o primeiro de 200 Km, pois a RN 5 que leva a Corrientes estava inundada devido ao avanço do Rio Paraná e o segundo de 100 Km, pois a RN 16 antes de chegar a Sáenz Peña estava interditada, sem previsões de liberação por indígenas que faziam revindicações. Após os desvios decidimos ficar em Pampa, pois já estava anoitecendo e preferimos cidades com menor movimento para dormir.

Chegamos ao Hotel Bioceanico, modesto, mas aceitaram nossos Pets e nos deixaram super a vontade. Por ali já passaram inúmeros viajantes e na vidraça do acesso frontal mostrava que muitas expedições e aventureiros usufruíram de sua hospitalidade. Como eles deixamos nosso adesivo registrando nossa passagem.

Hotel Bioceanico - Pampa del Infierno - Chaco / AR.

Tudo certo em Pampa, acordamos cedo e prosseguimos em nosso caminho, deixando como dica para quem cruzar cansado o Hotel Bioceanico que nos recebeu na segunda noite da magnífica Jornada.


PAMPA DEL INFIERNO - A FOTO NA PLACA É OBRIGATÓRIA PARA OS AVENTUREIROS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



COORDENADAS GOOGLE EARTH: 26º30'48.31"S - 61º10'07.20"O.


TEXTO: Valfredo Neves.


FOTOS: Valfredo Neves.




terça-feira, 30 de maio de 2017

HOTEL ROMEL - Posadas AR.


Foi em Posadas, capital da Província de Misiones na Argentina, a nossa primeira parada para pernoitar em nossa expedição familiar ao Deserto do Atacama. 

Tivemos muita dificuldade para conseguir hospedagem, pois como bem sabem, sempre viajamos com nossos Pets (2 daschunds). O endereço do hotel que tínhamos como que aceitassem pets (mascotas), a muito não aceitavam, saímos então peregrinando atrás de um local para descansar, pois havíamos viajado o dia inteiro e chegado em Posadas já a noite e com chuva o que também foi um agravante desgastante.

Muitos foram "os nãos". "Não aceitamos mascotas", aliás, cidade tão grande e sua rede hoteleira não está preparada para receber esse tipo de cliente, pois muitos são os que viajam com seus animais de estimação. E com isso alerto, há dificuldade para esse público em se hospedar em Posadas.

O Hotel Romel também não aceita, mas com diálogo, na ocasião foi o que nos acolheu, abrindo uma exceção. 

Hotel Romel - Posadas - Misiones / Argentina.

Na verdade, na ocasião não haviam muitos hospedes, chovia muito, mas foi muito bom.

O Hotel é excelente, seguro, com estacionamento fechado e amplo, ficamos muito a vontade e nos sentimos bem. As instalações são incríveis e o atendimento excelente.

Nossos agradecimentos ao Hotel Romel e esse post é em reconhecimento ao acolhimento que nos deram em nossa passagem por Posadas.


HOTEL ROMEL - EXCELENTE OPÇÃO DE HOSPEDAGEM EM POSADAS / MISIONES AR !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


COORDENADAS GOOGLE EARTH: 27º24'12.23"S - 55º54'48.80"O.


TEXTO: Valfredo Neves.


FOTOS: Valfredo Neves.


ENDEREÇO: Av. Quaranta 3281 - Posadas (Misiones) / Argentina.




OBS: Nossos Pets não latem nesses ambientes, possuem suas camas individuais, não fazem necessidades em recinto fechado (ex.: quartos, corredores, etc.).

terça-feira, 9 de maio de 2017

FLUTUAÇÃO NA BARRA DO RIO SUCURI - Bonito MS.


Há muitos atrativos em Bonito que atendem os diferentes gostos e bolsos, ficamos 4 dias e fazíamos atividades nos 3 turnos: manhã, tarde e noite. Mesmo assim, não fizemos uma terça (1/3) parte do que gostaríamos, não pelo gosto, mas pelo bolso.

As vezes me lembro que estive em Bonito e não pude conhecer (pelo menos dessa vez) lugares como o Abismo Anhumas (caro e envolve tempo e treinamento) e a Gruta do Lago Azul, na ocasião fechada para manutenção das escadas... Passeios esses imperdíveis!

Os ambientes aquáticos são os atrativos naturais mais demandados pelos empreendimentos de turismo e visitantes. Nesse sentido as flutuações estão entre as atividades consideradas Top pelos que procuram aventura. 

Na agência de turismo, o atendente atento observando a minha indecisão de qual flutuação escolher (pois são várias e em diferentes locais e preços) e com medo da minha desistência me informou: "Tem uma que sai bem em conta, é um passeio novo, mas tá vendendo bem e o custo beneficio é ótimo". Se tratava da Flutuação na Barra do Rio Sucuri e o valor do "voucher", na ocasião, bem mais em conta que as já consolidadas atrações de flutuação em Bonito.

Para essa atividade fui sozinho, a Iolanda (minha esposa) preferiu ficar com nossos cães na pousada, pois não se sente muito a vontade em atividades de mergulho. Percorri 16,5 Km de estrada de terra até a entrada do Sitio Água Azul, que com os seus 45 hectares é a cede da Flutuação na Barra do Sucuri. 

Estrada para Barra do Sucuri.

Chegando no local, após a entrega do "voucher" fui conduzido a uma instalação que parecia ser um restaurante, naturalmente fechado pois era muito cedo de uma quente manhã de outono. Fiquei aguardando inquieto, ora sentado, ora indo até o rio que passava ao lado, quando chegaram dois jovens os quais regulavam de idade comigo, eram dois amigos paulistas. Logo em seguida chegaram mais duas mulheres também amigas, porém cariocas. 

Estava montado o cenário antropológico cultural regional o qual me fascinava, um gaúcho, dois paulistas e duas cariocas, todos falando a mesma língua com sotaques diferentes, estava fechada a nossa turma. Então fomos conduzidos a outra estrutura mais acima, com vestiários e armários individuais para guardar os pertences e roupas. Neste local, nos foi oferecido todo o vestuário e equipamentos para a atividade, sem pagar nada a mais por isso, está tudo incluído no valor pago pelo "voucher", inclusive o seguro de acidentes pessoais. 

Equipando para o mergulho de flutuação na Barra do Rio Sucuri.

Os equipamentos que recebemos para o mergulho de flutuação foram: Colete salva-vidas, uma máscara de mergulho, snorkel, sapatilha e roupa de neoprene. Quanto a máquina fotográfica para os registros do passeio há três opções, você pode levar a sua (lembrando que tem que ser a prova d'água), caso não tenha, as agências de turismo locais quase sempre tem equipamentos disponíveis para alugar, ou ainda, alugar no local, que na ocasião ainda não tinha, mas já estavam providenciando para ofertar o aluguel desse equipamento.

Minha turma equipando para flutuação.

Com a apresentação do guia que conduziria o nosso passeio, prosseguimos por uma pequena trilha de aproximadamente 150 metros em meio a mata ciliar, curiosidades sobre algumas plantas são passadas e mosquitos chegam sem apresentação, mas são irrelevantes se considerarmos o todo.

150 metros de trilha.

A trilha leva a um deck onde onde ficam as embarcações e remos para o passeio. As turmas para flutuação são de no máximo 9 pessoas, portanto a nossa com 5 estava dentro da capacidade prevista. No deck recebemos algumas instruções de comportamento e de como seria o passeio.

A trilha leva a um deck...


Deck onde recebemos instruções de comportamento e fizemos ajustes do material.

Um pássaro penta color a minha esquerda, cinco macacos-prego na árvore a minha direita, um cardume de Piraputangas de 40 cm no rio que enxerga-se o fundo a minha frente e dezenas de mosquitos nas minhas pernas... Estamos no escritório de trabalho do Serjão, o guia que está conduzindo a nossa aventura de mergulho da Flutuação na Barra do Rio Sucuri.

Barra do Rio Sucuri - Bonito - Mato Grosso do Sul / Brasil.

Aqui é encontro das águas do Rio Formoso com o Rio Sucuri, ao encontro de dois rios dá-se o nome de "Barra", daí a origem do no nome Barra do Rio Sucuri. Nesse ponto é possível visualizar que o Rio Sucuri é ainda mais transparente que o Rio Formoso.

Barra do Rio Sucuri - Bonito - MS / BR.

Ainda nesse ponto além de fazermos os ajustes dos equipamentos, fizemos os respectivos testes com a máscara, respiração através do Snorkel, foto em baixo d'água, etc.

Cada Equipamento tem a sua finalidade:
  • Colete Salva-vidas - Serve para flutuar na água, é possível mergulhar com ele, mas evite encostar no fundo para não gerar impacto no ambiente.
  • Máscara de mergulho - Ela é necessária porque a luz comporta-se de maneira diferente na água do que na atmosfera e a máscara cria um espaço aéreo em frente dos seus olhos a fim  de evitar que, o que é visto dentro d'água fique desfocado, assim permitindo a você enxergar claramente.
  • Snorkel - É usado para respirar continuamente ao mesmo tempo em que observa o mundo subaquático, sem precisar levantar a cabeça para buscar o ar.
  • Roupa de neoprene e sapatilhas - Para isolamento térmico, permitindo que o mergulho fique mais confortável, as sapatilhas impedem a perda de calor nas extremidades. 


Ajustando os equipamentos.

Depois de todos adaptados recebemos instruções de remo, todos devem remar sentados, função esta que desloca a embarcação a frente, enquanto o guia, em pé na popa, faz a função de timoneiro dando direção ao barco.

São 1300 metros de rio para remar até o ponto de largada para flutuação, os mesmos 1300 metros da atividade de mergulho. Há quem diga que é desgastante e que remar é a parte ruim do passeio, mas não achei, muito pelo contrário, remar rio acima foi tão incrível como mergulhar.

Remando no Rio Sucuri - Bonito MS.


Subindo o Rio Sucuri no barco a remo.


O guia Serjão dá direção a embarcação enquanto conta as suas histórias.

O Rio Sucuri é um rio considerado pequeno, com aproximadamente 1800 metros de extensão da nascente até a "barra". 

Há também uma atividade de flutuação chamada Nascente do Rio Sucuri, que sai como o nome sugere, da nascente do rio, porém é outro atrativo, de outro empreendedor e com outros valores (consulte a sua agência).

Na subida do rio passamos por outras turmas que saíram anteriormente, o que já serviu como aperitivo de visualizar como funciona a atividade.

Flora subaquática, é possível visualizá-las submersas durante a atividade de mergulho.


Outras turmas flutuando no rio cristalino.

Chegamos então no começo da nossa atividade de flutuação e na metade de nossa atividade de aventura, onde a primeira metade foi subir 1300 metros do rio remando, agora é baixar os 1300 metros mergulhando e/ou flutuando.

Subimos todos em uma plataforma de madeira flutuante, após mais algumas considerações, Serjão deu a ordem para iniciarmos.

Inicio da atividade de flutuação na Barra do Rio Sucuri.

Não é preciso nadar (nem saber nadar), a correnteza leve o conduz no tempo certo, a profundidade varia de 2 a 5 metros, 5,5 talvez, mas não mais do que isso. A visibilidade é de dezenas de metros não saberia precisar nesse sentido, pois prestava mais atenção no que estava próximo.

Mergulho em Bonito - MS / BR.


Flutuação na Barra do Rio Sucuri - Bonito.

É expressamente proibido tocar o fundo do rio, tanto com o remo por ocasião da subida, quanto na atividade de mergulho, tenha sempre esse cuidado afim de evitar provocar impacto no ambiente.

É possível observar o fundo do rio cristalino.

Durante a flutuação sempre buscávamos esperar uns pelos outros, por vezes subia a cabeça a superfície para visualizar a turma, o guia, experiente, conduzia a embarcação mais a retaguarda do grupo a fim de observar todos, pois qualquer emergência ou imprevisto, rapidamente chegaria com o barco para auxiliar.

O guia Serjão atento ao grupo mais ao fundo.

Mesmo que esteja usando a máscara corretamente, bem ajustada e que se possa focalizar as imagens a nossa frente, ainda assim alguns efeitos ópticos ocorrerão. Isso ocorre por que a água é 800 vezes mais densa que o ar, e isso afeta o comportamento da luz e do som, os quais viajam a velocidades diferentes na água e no ar.

Quando a luz se altera ao sair da água e penetra no ar, existe um pequeno desvio no ângulo dos raios luminosos, resultando num aumento de cerca de 33% dos objetos submergidos. A esse fenômeno chamamos de "refração".

"Refração"


Fauna e flora no eco-sistema do Rio Sucuri.


Mergulhando nas águas cristalinas do Rio Sucuri - Bonito MS.

O nome do rio se deu ao fato de sua vista aérea ter um formato de uma cobra, ou seja, da nascente a barra serpenteia seus 1800 metros entre a mata ciliar.

Rio Sucuri - Mato Grosso do Sul.


Flutuação no Rio Sucuri.

Segundo revistas especializadas, o Rio Sucuri é o terceiro rio mais cristalino do planeta. O calcário presente na região é extremamente puro e solúvel e ao se diluir no ambiente aquático, além de contribuir com material isento de impurezas, absorve e decanta as poucas impurezas presentes, tornando suas águas altamente transparentes, com aspecto cristalino.

Rio Sucuri - Bonito...


... O terceiro rio mais cristalino do planeta.


Flutuação no rio mais cristalino do Brasil.


Encantadores jardins submersos.

Existem atrativos do mesmo segmento que possuem maior variedade, outros maior quantidade de peixes, mas o Rio Sucuri também é diversificado, há varias espécies de peixes e extensos jardins submersos. Ao avistar um cardume não faça movimentos bruscos, apenas observe, a interatividade é poder estar no mesmo ambiente e visualizá-los.

Flutuação na Barra do Rio Sucuri.


Flutuação em Bonito - Mato Grosso do Sul / Brasil.


Cardumes de Piraputangas no Rio Sucuri.

Filosofando me atrevo a argumentar que por vezes nos sentimos em outro mundo, outro universo, quem sabe muito próximo de um astronauta, bem mais simples é verdade, a ponto de poder corrigir algum erro, a apenas um palmo da atmosfera, mas me refiro que não é o habitat humano, não deveríamos estar ali, mas podemos estar, mesmo que por alguns instantes, estes inesquecíveis, agora me atrevendo a afirmar.

Bonito - Mato Grosso do Sul / Brasil.


Flutuação na Barra do Rio Sucuri.


Diversidade de plantas e peixes do Rio Sucuri.

O rio é relativamente pequeno se comparado a outros, mas a atividade é longa, no ritmo lento da correnteza fomos descendo o rio observando suas belezas. O mergulho é incrível, com a segurança dos equipamentos e sob os olhos atentos do guia Sérgio chegamos novamente na Barra do Rio Sucuri com a sensação de satisfação, pois o passeio é na dose certa, não é exaustivo nem se pensa ser pouco.

Flutuação na Barra do Rio Sucuri - Bonito MS / Brasil.

Chegamos ao deck completos, realizados, agora para uma fotografia coletiva, foram momentos incríveis, com certeza iriamos mais uma vez, ou mais dez vezes sei lá. Tenho certeza de que quando ouvir falar em Bonito, virá automaticamente o Rio Sucuri na memória, pois foi uma aventura incrível.

Nossa turma da Flutuação na Barra do Rio Sucuri.

Fizemos o caminho inverso, só que ao invés de ansiedade como no começo, agora o sentimento era de satisfação, outra turma equipava para próxima aventura, encontrei com outras pessoas que fiz outras atividades nos dias anteriores, conversamos, faziam perguntas, o ambiente era esse... Nos separamos, vida que segue, sempre em busca de novas aventuras e momentos impares como os vivenciados nesse paraíso.



FLUTUAÇÃO NA BARRA DO RIO SUCURI - FANTÁSTICO, INCRÍVEL, INESQUECÍVEL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


COORDENADAS GOOGLE EARTH: 21º15'29,79"S - 56º32'56,20"O.



TEXTO: Valfredo Neves.
Fonte: site oficial, manual PADI. H2O ecoturismo e eventos.



FOTOS:Valfredo Neves.



VEJA MAIS SOBRE A FLUTUAÇÃO NA BARRA DO RIO SUCURI EM:



VEJA MAIS DE NOSSAS AVENTURAS EM BONITO EM: