quinta-feira, 1 de março de 2012

BATALHA DE ARBOLITO

Nas imediações do povoado (vilarejo) de Arbolito, atual Departamento de Cerro Largo no Uruguai, aconteceu uma feroz batalha da Revolução de 1897. No local existe hoje um Sítio Histórico e porque não dizer turístico onde aconteceu o grande combate do dia 19 de março de 1897 entre os revolucionários (Blancos) comandados por Aparicio Saravia e o Exército do Governo (Colorados) do Presidente Idiarte Borda, comandado pelo Gal. Justino Ramirez Muniz.
Os Revolucionários foram derrotados nesta batalha, a qual culminou na morte em combate de Antonio Floricio "Chiquito" Saravia, irmão de Aparicio Saravia.

Placa na rodovia ao se aprocimar do local.

Para entendermos o que originou a batalha, precisamos saber o que foi a revolução de 1897? Pois bem, a Revolução de 1897 foi um movimento armado que aconteceu no Uruguai, levado adiante por militantes do Partido Nacional contra o governo de Idiarte Borda, sendo que este não cumpria o acordo de compartilhação entre os partidos Nacional (Blancos) e Colorados pactado na "Paz de abril de 1872".



Partido Nacional (Blancos)



Partido Colorado


ACOMPANHE UM POUCO MAIS DOS FATOS COM O RESUMO HISTÓRICO ABAIXO PARA MELHOR COMPREENÇÃO:

Durante a presidência de Julio Herrera y Obes (1890 - 1894), de filiação "Colorada", a tenção entre os "Blancos e Colorados" tinha se intensificado, devido aos "Blancos" terem ficado com somente três cargos políticos, o que foi considerado uma violação a "Paz de Abril", assim como o de um posterior acordo confirmado e estendido em 19 de fevereiro de 1875 entre o Gal. Timoteo Aparicio e o Presidente Pedro Varela.

Finalizada no principio de 1894 a presidência de Herrera y Obes, a eleição de um sucessor para o período de 1894 a 1898, mediante votação no Senado (como estabelecia o procedimento constitucional) havia sido difícil. Finalmente se elegeu Juan Idiarte Borda, contra a opinião dos "Blancos", que se sentiram excluídos do governo e que consideraram que novamente os governantes "Colorados" haviam violado o pacto da "Paz de Abril de 1872".

O Partido Nacional (que em 1891 havia constituído uma força militar própria) vinha considerando que a revolução armada era a única forma de fazer com que os "Colorados" cumprissem  os compromissos de compartilhação política. Em novembro de 1896, enquanto se realizavam as eleições para integrar o Senado que deveria eleger um sucessor a Idiarte Borda, Aparicio Saravia promoveu um movimento revolucionário, porém quando o Presidente Idiarte Borda mobilizou as forças governamentais, os revolucionarios optaram por retirar-se.

Em março de 1897, importantes forças compostas por revolucionários "Blancos" oriundos da Argentina, invadiram o território pela costa do Departamento de Colonia, a mando do Cel. Diego Lamas, que havia sido designado Chefe do Estado Maior das forças militares do Partido Nacional, em um ataque coordenado com outro contingente "Blanco" a mando de José Nuñes, que ingressaram por Conchillas. Simultaniamente, Aparicio Saravia assumiu o comando de outro contingente revolucionário, que penetrou a partir da fronteira com o Brasil em Aceguá.

As forças revolucionárias "Blancas" comandadas por Lamas e Nuñes, conseguiram um importante triunfo militar contra o exército governamental na "Batalha de Três Árvores". Porém dias depois os revolucionários a comando de Aparicio Saravia foram derrotados no combate em Cerro Largo na "Batalha de Arbolito". Neste ultimo combate morreu o irmão mais novo de Aparicio, Antonio Floricio"Chiquito" Saravia.

Em 25 de agosto de 1897, o Presidente Idiarte Borda foi assassinado na saída de um culto religioso na igreja Catedral de Montevidéo, o que determinou sua suceção por o então presidente do Senado Juan Lindolfo Cuestas.

VOLTANDO PARA ARBOLITO:
O sitio histórico é um exemplo de preservação e organização no que diz respeito a esse assunto, preservando a história, homenageando os que ali deram suas vidas combatendo pelos seus ideais e explicando minunciosamente o que ali aconteceu aos atuais visitantes.

Sitio Histórico da Batalha de Arbolito - Departamento de Cerro Largo.

Visualizando a foto acima, temos ao centro o mausoleo que guarda os restos insepultos dos combatentes mortos na Batalha de Arbolito. Como já vimos a Batalha de Arbolito aconteceu em 19 de março de 1897, pois bem, em agosto de 1902 ainda se mantiam espalhados no campo de batalha 25 corpos insepultos. Foi criada então uma comissão de vizinhos com a finalidade de arrecadar fundos e construir um sepulcro.
Comissão: Juan Pippo Falco.
Recolheu os restos mortais: Sr. Abdon Olmedo.
Projeto: Sr. Martin Liz.
Emprenteira costrutora: Sorondo e Olaran.
Apoio: Cruz Vermelha de Cerro Largo.
Em julho de 1903 terminaram as obras e foram depositados os restos mortais.

Uma homenagem no mausoleo traz a seguinte inscrição:
"Paz para los que viven,
para los caídos a gloria.
A los que sacrificaron
su vida en Arbolito.
19 de março de 1897."

A comissão Patriótica de Cerro Largo se preocupou em explicar todos acontecimentos em placas no local com informações históricas e dados precisos do dia do combate.

Essa placa contém dados dos "Antecedentes do Movimendo Revolucionário de 1897", "Principais Ações Militares da Campanha" e dados sobre o "Final da Guerra Cívil" na região.


Croqui do Combate.

ANTECEDENTES E CRONOLOGIA (os dados referidos também estão em exposição em uma placa no local):
ANTECEDENTES:
21 de março de 1894       - É eleito como presidente o Sr. Idiarte Borda.
26 de novembro de 1896 - Plano de levantamento revolucionário.
26 de novembro de 1896 - Morte de Segundo Muniz no incendio do armazém de Dom Ramón Mundo.
29 de novembro de 1996 - Eleições parlamentares com abstinção do Partido Nacional.
05 de março de 1897       - Invasão do Cel. Lamas pela Argentina.
05 de março de 1897       - Invasão do Gal. Aparicio Saravia por Bagé.
06 de março de 1897       - Desembarque do Gal. Nuñes em "Conchillas".
17 de março de 1897       - Batalha de Três Árvores, triunfo nacionalista.
19 de março de 1897       - Batalha de Arbolito, triunfo governista.

CRONOLOGIA DA BATALHA DE ARBOLITO:
05:30 - Primeiras brigas, primeiros tiros (combate de pouca importância).
07:00 às 11:00 - São realizadas três cargas de cavalaria que não obtem os resultados esperados.
13:00 - Antonio Floricio Saravia "Chiquito" decide atacar o posto de comando para matar o Gal. Justino Muniz.
13:15 - "Chiquito" Saravia é ferido com dois tiros, momento em que o "Caudillo Blanco" recebe um golpe mortal com o sabre do inimigo.
17:00 - Iniciam-se as negociações com o Gal. Justino Muniz para recuperar o corpo de "Chiquito" Saravia e levá-lo a Santa Clara de Olimar para sepultá-lo.

* Local onde tombou "Chiquito"Saravia, ao lado a ossada de seu cavalo (foto de John Fitz 1897).


Marco atual em Arbolito onde tombou "Chiquito" Saravia em 19 de março de 1897. Irmão mais novo do Gal. Aparicio Saravia, "Chiquito desempenhava a função de Comandante da 1ª Coluna do Exército Revolucionário.

No sitio histórico há um palanque (mirador) onde o visitante através de uma placa próxima pode através de uma legenda numerada em mapas e croquis, identificar no próprio campo de batalha os fatos ocorridos e os respectivos posicionamentos de tropas e também dos pricipais nomes em combate.

Palanque (mirador) em Arbolito onde você tem a visão de todo campo de batalha. A esquerda na placa fica a "Cachimba de los Guitarreros".


Mapas e croquis da batalha, ficam próximo ao mirador para que você veja o mapa e observe no terreno placas grandes espalhadas com os respectivos números dos acontecimentos.


Mapa de movimentação das tropas.


Números em azul são as forças revolucionárias, números pretos são as forças governistas e o triangulo ao centro é o atual local do sitio histórico ou seja de onde você observa o terreno.
 - Não é incrível? -


Posicionamento dos pricipais líderes revolucionários.


Posicionamento dos lideres governistas.


No terreno Placas grandes coesidem com os números da legenda dos croquis, obeserve o posicionamento de comando do Gal. Governista "Justino Muniz", como mostra o croqui acima desta foto.


Nesta foto temos o posicionamento de comando na placa próxima as árvores ao fundo do Cel. Governista "Aguiar".


Nesta ao fundo mostra no pontinho branco ao centro o posicionamento do Cel. revolucionário "Chiappara" comandante da 2ª coluna revolucionária.


Próxima as árvores o posicionamento da pequena coluna n°3 comandada pelo Cel. Revolucionário "Aldama".

Não temos em foto o posicionamento de comando no campo de batalha de "Chiquito" Saravia e ao passar pelo vilarejo avista-se a placa de nº4 que marca o posicionamento do Gal. Aparicio Saravia, porém não temos a imagem.

A placa marca a passagem pelo vilarjo de Arbolito.

Como eu disse anteriormente Arbolito é um exemplo de organização e preservação da história, onde homenageia seus heróis e relata com detalhes os acontecimentos da grande batalha que alí aconteceu.

E o que resultou afinal a Revolução de 1897 no Uruguai? 
O resultado foi que o governo se comprometeu a realizar uma reforma eleitoral que garantisse a representação das minorias no parlamento uruguaio.



OBIXOPEGOU EM ARBOLITO 19 DE MARÇO DE 1897 !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Coordenadas Google Earth: 32°37'03,74" S - 54°13'19,58" O.



TEXTO: Valfredo Neves (fonte "Comisión Patriótica de Cerro Largo).
Texto em alaranjado itálico: escueladigital.com.uy
Tradução: Valfredo Neves.

FOTOS: Valfredo Neves.
* Foto onde tombou "Chiquito" Saravia:
- Minha fonte: it.wikipedia.org
- Fonte da Wikipedia: CD editado pela Biblioteca Nacional do Uruguai em janeiro/2005.
- Ano da foto: 1897.
- Autor da foto: John Fitz (1847 - 1928).
- OBS.: Foto de "Dominio Público".
- Segundo consta: Esta imagem está no "Domínio Público" porque os respectivos direitos de autor expiraram. Isto é válido na Austrália, Brasil, União Européia e todos os países onde os direitos estão protegidos durante a VIDA DO AUTOR MAIS 70 ANOS.



OBSERVAÇÕES: A você que é historiador ou não, que queira corrigir ou acrescentar algum dado nesta postagem fique a vontade para fazer seu comentário no link ao final da postagem ou ainda pelo email valfredo.neves@hotmail.com .




2 comentários:

  1. Muito obrigado por explicar o que ocorreu em Arbolito,ha uns 4 anos atrás passei por este local a caminho de Punta del Este,paramos para conhecer mas ainda tinha curiosidade a respeito,está tudo bem explicado,parabéns e obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado a você Bruno, que com a sua participação nos encentiva a cada vez mais buscar lugares, história e histórias para compartilhar!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!!!!!!!